sexta-feira, 18 de abril de 2008

drupal no fisl


a turma do Fabiano apresentou um pouco da experiência de migrar o famoso e glorioso Dicas-L para o Drupal. Bem, a Internet não ajudou e não foi possível abrir o site para mostrar alguns detalhes do processo de customização...
o que acho mais interessante disso tudo é demarcar alguns territórios importantes sobre o pq. estamos escolhendo Drupal como um ambiente de desenvolvimento. Ontem de noite, voltando ao hotel com o Júlio, depois da apresentação do Portal do Professor do MEC, eu pude refletir como o uso do Drupal, através da lógica do seu framework, vem influenciando nossa reflexão sobre como montar uma rede social...
alguns pontos que valem destacar:
  • todas as informações podem ser consideradas como um nó;
  • um nó permite agregação de muitos elementos, como comentários, conversação, compartilhamento, trackeamento;
  • ênfase em sistemas de tageamento comunitátio possibilitando filtros que façam sentido a cada comunidade;
  • o foco é na formação da rede e não na disponibilidade do "conteúdo".
A chave é que não estamos pensando no conteúdo, mas na rede.
A rede é capaz, quando devidamente ativada, de criar um sentido próprio que justifique sua ação como coletivo.

2 comentários:

Guilherme Tossulino disse...

Parabéns pelo post. Gostei da sua visão Drupal de ver...

Abraços!

Júlio Boaro disse...

Realmente, foi um belo insight! Fico contente por estar junto no momento.

[]s